Referência Veterinária – Definição

Perante um determinado caso clínico, o Médico Veterinário poderá necessitar de apoio com equipamento especializado ou de profissionais com formação específica, que a sua clínica ou consultório não consiga disponibilizar, encaminhando-o para uma consulta, exame ou tratamento.Este processo designa-se por “referência”. Terminada essa prestação, o paciente regressa ao seu Médico Veterinário habitual, onde poderá continuar tratamentos ou voltar à profilaxia.

O seu Veterinário decidiu referir o seu animal de companhia ao Centro de Referência Veterinária, depositando a sua confiança nos nossos serviços. Lamentamos que o seu animal se encontre doente, mas ficamos satisfeitos por poder colocar à sua disposição a nossa experiência e as nossas instalações.

O centro de Referência Veterinária atende apenas casos referidos por outros Médicos Veterinários e mediante a indicação do Médico Veterinário do seu animal. Nalguns casos, o Médico Veterinário entregar-lhe-á o historial e os exames já realizados, para que nos possa trazê-los pessoalmente.

É conveniente que o animal de companhia esteja em jejum (de acordo com as indicações médicas), para o caso de ser necessária qualquer anestesia ou sedação.

3 Comments:

  1. O meu Cairn terrier de 7 anos, saudável, com 7,5kilos, tem graves problemas de dentes e gengivas muito inflamadas. Fez uma limpesa de dentes há cerca de 1 ano mas acho que não resultou. Preciso encontrar um especialista que sabe tratar dele.Cumprimentos,henriette

  2. Gostaria de obter uma opinião antes de se decidir sobre um possível tratamento ou cirurgia a uma gatinha bébé adoptada.Sem + nem porquê ao que pareceu um ataque convulsivo, a gata há 1 semana e meia, desatou aos saltos de meio metro e muito torcida. Acabou com a coluna fazendo uma bossa, de tal forma que após o “ataque” nunca mais endireitou a coluna totalmente, e as patas posteriores estão sem forças, e algumas vezes parecem dormentes, andando a gatinha como se estivesse “bebada”.Haverá possibilidade de se endireitar a coluna, ou a prostração da gatinha que parece aumentar dia para dia irá aumentar a um ponto que devido à bossa não envie estimulos nervosos às patas traseiras?Foi indicado aos donos o vosso serviço pelo vet de São João das Lampas, na tentativa de obter um diagnóstico + proximo da realidade que se tenha a enfrentar. Mas a gata pertence a um casal sem meios financeiros para tratamentos ou cirurgias, e esta condicionante, não deixa de preocupa-los, se a bichana se puder salvar desse modo, e não deixando agravar o estado visivelmente degradante em que está, ao ponto de ser irreversível, ou deixá-la ir-se sem a tentativa ou esforço pelas suas melhoras, mas pelos meios ao seu alcance, que não são muitos.Obrigado pela atenção.J.Pereira

  3. Henrique Augusto O. L. Valente

    Segunda, 5 Agosto 15:23O meu “Mickey” (Teckel, 14,7Kg) está seriamente doente, com anomalia na zona do pescoço, após investida contra uma rede metálica. Vou levá-lo no sentido Parchal Algarve- Lisboa, por indicação da sua Médica Veterinária, Dra Cristina M. C. Mosteias – Clínica Veterinária Cantinho da Paródia – Parchal. Ele precisa urgentemente de uma ressonância magnética pelo que foram feitos nesse sentido, os contactos com o ilustre Sr. Doutor João Ribeiro.Estou a seguir os conselhos adequados.Vou chegar só (eu e o Mickey) à Referência Veterinária pela madrugada (Terça, 6 Agosto) e solicito a V. Excias que sejamos prontamente recebidos o que antecipadamente agradecemos.Eu gosto muito do meu “Mickey”Henrique ValenteTm 963195146

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *